AbsurdaMente

|
ABSURDA MENTE

ABSURDAMENTE INSANA
ABSURDAMENTE VELOZ
ABSURDAMENTE PROFANA
ABSURDAMENTE VORAZ

ABSOLUTA EM SUA IMPERFEIÇÃO
SURDA A QUALQUER IMPOSIÇÃO
MENTE POR PRAZER, MENTE POR PROFISSÃO

ABSURDA MENTE QUE ORA FESTEJA
ENTRE A LUA E AS ESTRELAS
ABSURDA MENTE QUE ORA RASTEJA
ENTRE A LAMA QUE COBRE A SARJETA

ABSURDAMENTE ATORMENTADA
INSATISFEITA, IMPRESSIONADA
TEM COMO SINA, COMO CILADA
DEIXAR MAIS UMA OBRA INACABADA

2 comentários:

Blog dos Santos disse...

Mesmo já tendo dito pessoalmente, achei necessário vir demonstrar meu fascínio com o poema. Já disse também que os interesses não se confundem, e o que é dito aqui é o que realmente acho... Poderações feitas, vamos ao que interessa.
Genial? Sim, na minha opinião, muito bem escrito e posicionado. Lançar mão de rimas gera muito perigo na minha opinião, mas vc soube alocá-las bem. Tentei achar algum defeito mas falhei. Pra mim, perfeito. Como disse, naum sei se tem talento pra isso, mas acertou exatamente neste caso. Bravíssimo!

Carlos

Melia Azedarach L. disse...

Devo concordar com o Santos.
Indiscutível, impecável!

E agradeço o comentário.
Quanto ao Atenta-mente.Também gosto de fazer esse jogo de palavras dando a impressão que significam algo bem mais além do que os olhos podem ver.De todo me divirto.
Agora vou ler seu penúltimo post sobre as frutas, quero rir!
Beijos e ótima semana...