Dualidade

|
- E então, o que achou?

- Você quer saber quantas ave-marias deve rezar pra ser perdoada?

- Bem que eu poderia te adotar como meu confessor mesmo. Cada um tem o que merece... rs. Mas então, não vai dizer o que achou?

- Sobre o quê?

- Sobre o que acabei de te contar, oras.

- Especificamente sobre a história não tenho nada a dizer, mas sobre você...

- Sobre mim...

- Bom, sobre você eu poderia fazer muitas coisas... rs.

- Muito engraçado.

- Não gostou da idéia?

- Voltando ao assunto...

- Vou te dizer o que penso. Há pessoas que têm tanto apego às regras sociais, morais, religiosas, que reprimem seus instintos mais primitivos. Eu sinceramente penso que essas pessoas são chatas e desinteressantes, mas, à sua maneira, elas vivem em paz. Outras pessoas seguem seus instintos sem qualquer pudor ou arrependimento simplesmente porque vivem centradas em si mesmas, em seu prazer, em seu bem-estar. Essas pessoas podem viver em eterna guerra com os outros e nem se importam com isso, mas não guerreiam consigo mesmas. Não há grandes conflitos internos porque já escolheram um lado do muro.

- Você, por exemplo.

- Isso. Eu me enquadro no segundo grupo.

- E eu?

- O terceiro grupo. Você faz parte de um grupo de pessoas que reprimem seus instintos até não poderem mais, daí explodem e tudo acontece de forma ainda mais intensa do que se não fosse contido. Depois que se sentem saciadas, pessoas como você são arrebatadas por todo aquele sentimentalismo e questões morais que as corroem, que as fazem se sentir culpadas por serem quem são.

- Está querendo dizer que não escolhi um dos lados do muro?

- Exato. Você é potencialmente uma boa menina e uma bomba pronta pra explodir a qualquer momento. Não dá pra conciliar as duas coisas sem uma boa dose de angústia.

- Todo mundo é assim.

- Não vem com essa história de todo mundo. Você sabe que isso é conversa fiada.

- Conversa fiada é o que estamos tendo agora. Tenho que ir.

- Falou a boa menina. Quando estiver chegando a hora da erupção, promete que me liga?

- Está querendo se queimar, é?

- Com certeza... rs.

11 comentários:

filósofo de araque disse...

Sabia que isso ia virar post. Algumas atitudes suas são fáceis de prever. Mas toda vez que pensei te conhecer bem errei e voltei a estaca zero. Você faz de propósito pode falar. Hehehe. Antes que eu me esqueça já avisou aos poetas que andam rondando que você não cai fácil nesses papinhos furados? Bom avisar que o jogo é duríssimo. Hehehe

Léo Mandoki, Jr. disse...

...uma das caracteristicas da vida moderna atual é que já quase nada é simplesmente dual ou maniqueista: aqui ou ali, certo ou errado, branco ou preto, bom ou mau...
...mas é preciso ter um muro sim...aliás uma mureta...pq qnd for necessário a gente só passa a perna por cima e troca de lado!!!

Branca disse...

A maioria das mulheres estão enquadradas nesse terceiro grupo... nos apegamos às questões morais, somos mais seletivas que os homens porque nos entregamos por inteira numa relação...somos sentimentalistas mesmo, é fato!

bjo carinhoso.

paula barros disse...

rsrsr já sei que grupo estou....esse diálogo vivi parecido...explodi...foi ótimo...me angustio, me culpo...explodo de novo...

Preferiria explodir sem tantas culpas. Carregamos tantas gentes dentro de nós, uma multidão. E as vezes aparecem na hora que queremos explodir.

Quando se trata de uma relação homem x mulher, fico a me questionar, porque uns me fazem explodir tão fácil, me despir de roupas e máscaras, derrubar muros...e outros não. É tão bom um homem bomba, aquele que me faz explodir sem pensar....Se eu pensar muito desativo a bomba.

abraços, tudo de bom.

Adorei, me fez pensar, e querer explodir mais e mais. Porque dá vida o que me traz boas lembranças foram as vezes que fui pelo espaço, me desfiz em pedaços luminosos e prazerosos.

a má estrela disse...

rsrs não há jogos durissimos pra quem sabe jogar,meu caro filosófo...rs

a má estrela disse...

ah,mas sem duvida,concordamos num ponto: certas pessoas parecem tão tentadoras como se piscassem constantemente:"Insert your coin",não é? rs

a má estrela disse...

hehe não podia perder essa piada,querida... bjin,te adoro viu?

bom dia pra vc

Candy disse...

Minha nossa!
acredita que eu vinha refletindo exatamente sobre isso nos ultimos tempos?
No meu caso, eu sou a que nao escolheu o lado ainda.
:T

:*

*ótimo texto! ótimo mesmo!

tossan disse...

É por isso que fotográfo. As pessoas fazem muita confusão dentro delas e seguem o que os outros dizem. Vamos sair para fotografar? Depois degustar um tinto seco.. O que vale mesmo é o teu jeito gostoso envolvente de escrever. Beijo

Ana Karenina disse...

É bom ter dois lados, é bom oscilar, porque ser igual todos os dias é chato e entediante demais.

Melhor mesmo é surpreender, mudar, desmistificar, quebrar paradigmas,se desperender de mitos, derrubar conceitos e axiomas de nós mesmos e dos outros.

Melhor mesmo é não escolher nenhum lado e deixar o barco da vida correr, deixar-nos seguir os proprios instintos seja lá quais sejam.

bjs

Zunnnn disse...

rs
já explodiu?
nao seja egoista, explode aqui com as suas palavras..rs

eu me enquadraria em que?