Cada uma com sua máscara

|


- De onde você vem com essa roupa ridícula?

- Como assim de onde eu venho? Helloooooo... Hoje é quarta-feira de cinzas. Estava curtindo os últimos minutos de carnaval, como qualquer pessoa normal.

- Pessoa normal não senhora. Pessoas normais não ficam pulando feito macacos, pintadas feito palhaços, rindo feito tolos, enquanto acontece tanta desgraça nesse mundo.

- Eu havia esquecido. Pessoas normais acordam às 6 da manhã em plena quarta-feira de cinzas, com um humor super apurado, e vão... Pra onde você está indo mesmo?

- Trabalhar.

- Mas hoje é feriado. A empresa está fechada.

- Vou por em dia umas coisas que estão atrasadas.

- Pois é. É justamente isso que fazem pessoas normais.

- O que você está querendo dizer com isso.

- Nada. Não ligue pro que estou dizendo. Afinal, sou só uma idiota que, mesmo sem dinheiro, cheia de contas pra pagar e sabendo de toda miséria que assola esse país, ainda se dá ao luxo de pintar o rosto, rir, brincar.

- É isso. Você brinca de ser feliz por 4 dias mesmo sabendo que vai passar todos os outros dias do ano levando essa mesma vida dura. Quanta alienação.

- E você? Vai deixar pra ser feliz quando? Quando for possível ser feliz o ano todo?

- Talvez.

- E depois a alienada sou eu.

- Não me enche. Vai lavar essa cara. Pare de se esconder atrás dessa pintura ridícula. - E ela disse isso enquanto acabava de se maquear pra esconder os sinais que o tempo e a amargura já tinham deixado em seu rosto. Lançou um último olhar de despreza pra amiga, que ainda sorria, colocou os enormes óculos escuros que lhe cobriam quase todo o rosto, abriu a porta e saiu.

P.S.: Post nascido de uma das muitas viagens que a andarilha, generosamente, me deixou acompanhar. Obrigada, Paula.

13 comentários:

paula barros disse...

Excelente!!! Você escreve demais, tem muita criatividade.

Pois é, quantas máscaras usamos o ano todo. Já tinha lhe dito, você leu a essência do que eu tinha escrito.

Fiquei imaginando a cena do diálogo.

abraços, adorei.

Bruna disse...

eu desisto do blog, depois volto hahaha. minha vida anda meio corrida ;s e mais uma vez, eu digo que seu texto está perfeito. *---*
eu ando por alguns blogs por aí, mas sinceramente o seu é um dos preferidos. Você tem o dom :)


um beijo ;*

danisita disse...

aíiiii, sou eu em cima :D
skaokaoskaokasas

Branca disse...

Têm pessoas que passam toda sua existência de máscaras...triste isso.



Bom feriado pra vc,
bjos.

Késia Maximiano disse...

As vezes elas sao mesmo necessarias..
Eu adorei o post..
Bom carnaval pra ti!

Beeeeeeeijo

Kari disse...

Não curto carnaval...
Mas jamais criticaria quem curte...
E sabe, existe tanta gente amargurada assim... E eu quero é distância...

Bom demais esse diálogo!

Beijão

tossan disse...

As pessoas deveriam pintar o rosto o ano todo! Então pra quem gosta, brinque bastante agora que na quarta feira acaba. O meu jeito é mais sadio e real, não é fantasia..Veja no meu blog.. Gostei da narrativa! Beijo

a má estrela disse...

Cada um com a sua máscara...rs

Branca disse...

Tem Selo Personalizado lá no Sentimentos dedicado a todos os amigos, sinta-se a vontade pra pegar ou não...bjos!

Polly disse...

e é o fim!!

Como vai?
Há muito não passa por aqui! Espero que passe logo...esse carnaval.

La Critique disse...

tb fiquei imaginando a cena do diálogo. E com certeza não é só fruto de sua imaginação, essa cena deve ser corriqueira, o que não tira a originalidade e a genialidade do seu texto.
Tentei retratar um carnaval de toda maneira, mas por fim, desisti de escrever. E leio você, ficou muito bom.

Apesar de que eu concordo em partes com a outra. Não no fato de que outras pessoas sofrem enquanto nos divertimos, mas tapar o sol com quatro dias de festa não resolve nada. Tipo, apagar um erro com corretivo, dá pra retirar o corretivo. Se divertir pra depois se chatear, não dá.

O carnaval é uma festa cultural, mas o povo não se contenta: criou o maldito AXÉ, o carnaval fora de época, e saem bebendo até morrer e matam milhares nas estradas do país. O Brasil é o unico país que PARA quatro dias em função de uma festa, e é o único lugar onde tem uma construção dedicada à uma festa qe acontece uma vez por ano: o sanbódromo.

Mas ainda sim, eu curto o carnaval. (não o de Axé, apesar de ter vontade de ir à Salvador no carnval).


beeeijos, La Critique

Candy disse...

E se formos esperar um dia perfeito pra sermos felizes, sinto muito...
só rugas mesmo!

:*

Zunnnn disse...

e quem se veste de palhaço? Faz graça?rs