E tudo acaba onde começou

|


- Quem é?

- Sou eu. Posso subir?

- Claro.

(...)

- Você tem a coragem de vir dormir comigo depois de um jantar para o qual você se negou a me convidar? Quer dizer que só quer usar meu corpo e nada de me apresentar pra família? Mulher insensível, cortou meu coração. Já imaginou o que isso pode fazer com minha auto-estima?

- Hoje não, por favor. Guarde todo o seu sarcasmo pra amanhã.

Ela nunca havia falado assim. Não eram exatamente as palavras que ela usara. Havia alguma coisa de muito diferente em seu tom de voz. Só não sabia exatamente o que, nem adiantaria perguntar. Ela não responderia, não verbalmente. Mas sabia onde encontrar todas as respostas de que precisava.

Com a mão esquerda em seu queixo, levantou delicadamente seu rosto, obrigando-na a encará-lo. Olhou-a fixamente. Ela não tentou desviar o olhar, não dessa vez. Queria mesmo que ele pudesse descobrir em seus olhos as respostas que ela mesma ainda não encontrara em seu coração.

- Nunca te vi tão perturbada.

- Isso te incomoda?

- Não. Aliás, nunca te achei tão linda.

- Você vai me perguntar o que vim fazer aqui?

- Não preciso. Eu sei o que veio buscar aqui.

- Sabe? E o que acha que vim buscar?

- Abrigo.

- Abrigo? Você acha que estou fugindo?

- Muito pelo contrário. Acho que você decidiu parar de fugir. Só que já está tarde, você está cansada e não vai encontrar nenhuma resposta assim. Agora do que você realmente precisa é de abrigo. Nem vou perguntar como foi a noite.

- Melhor mesmo. Antes de falar sobre o assunto, preciso acabar de digerir esse jantar.

- Onde você estava quando recebeu a ligação da sua mãe?

- Aqui, na sua casa.

-Mais exatamente?

- Na sua cama. Mas que diferença faz?

- Dizem que quando alguém quer encontrar alguma coisa perdida, uma boa estratégia é refazer o caminho percorrido. Se tudo começou na minha cama, é pra lá que vou te levar. Vem, minha exilada preferida, vou te pôr pra dormir.

- Achei que dormir com você, só depois do sexo.

- Hoje não. Acho que, apenas por uma noite, consigo fingir que sou um cara sensível. Está vendo? Se você tivesse confiado em mim, talvez eu até tivesse me comportado bem no tal jantar com sua mãe... rs.

Ele a puxou pela mão. Passou um dos braços sobre os ombros dela e a levou pra sua cama... onde tudo havia começado.

9 comentários:

tossan disse...

Depois não se queixe, Quase todas as mulheres tem vocação para sugadores de almas. Por isso que sugo. Bj

Léo Mandoki, Jr. disse...

fico fodido é com essa merda
RECAÍDAAAAAA
tomara que fique frígida, estéria e banguela
PUTZZZZ

Candy disse...

hehehehe
que lugar pra se acalmar, nao?
=X

;*

Melia Azedarach L. disse...

Por que no final sempre ficamos com o "mané".Eu sabia que ia acabar nisso, mas ao menos ele foi sensivel, os "meus" não chegam muito perto de tal sensibilidade.

Enfim, vamos ser realistas, você escreveu bem, isso não é tão ficção assim, no final sempre ficamos com os imprestáveis...

Bah chega, o que importa é que atualizei o blog pra vc, é seu sinalzinho de fumaça.

Beijos querida!

Melia Azedarach L. disse...

Acabei de ler o comentário, você sabe que não é esforço algum, faço de graça por que te gosto de graça.
Acabei de acordar feito um urso panda, descabelada, a maquiagem borrada...
Começa a show!
Te adoro-te, beijos!

Késia Maximiano disse...

... e onde nunca terá fim...

a má estrela disse...

"a má estrela disse...(31 de outubro)

"Não se preocupa,ela só queria não ter que fingir... e cedo ou tarde não vai mais ter que faze-lo,quando alguem a tocar tão fundo que olhar nos olhos dele será encontrar a si própria..."

Será isso mais um vez aquilo que tantas vezes nos surpreendeu,e da melhor forma possivel me fez gostar tanto de você? Responda você que sim,ou que não,ou mesmo com aquele "ahn?" que eu adoro,não importa...

Chame-me de pretencioso,mas este desfecho,minha querida,me dou a honra de te-lo feito com vc à quatro mãos... não da forma mais óbvia,mas da mais sutil e bela,aquela a qual nos permite falar e sentir através dos mesmos sentimentos e percepções,que nos faz gostar disso e sentimos tudo possivel,que tudo combina e gira em torno de nós quando estamos juntos e assim,e à quatro mãos,produzir um desfecho inevitavelmente bom no qual um homem e uma mulher se encontram,e reecontram um no outro a si próprios coisas tão lindas que talvez jamais poderiam te-las feito vir a tona sozinhos......

"E tudo acaba onde começou"



te adoro viu? só pra te lembrar...rs
bjin querida

Melia Azedarach L. disse...

Pense numa pessoa de folga, completamente folgado, sofrendo de preguicite aguda e que quer falar contigo nesse instante.
Eu sei que sua net está uma droga, mas deixa eu pensar que você uma hora vai entrar nessa bodega.
Bah, to cansada!
Saudade, quero um sinal de fumaça!

César Augusto Alves Paulo disse...

ahh será que ela só dormiu??

gostei do final =D