Conflito de pessoas

|
- Eu não entendo você.

- Nem eu.

- Você não me entende?

- Eu não me entendo.

- E isso não te angustia?

- Não tanto quanto a você.

- Não é importante pra você entender a si mesma?

- É importante, não urgente. Já fico satisfeita de entender minhas reações, minhas atitudes. Tentar entender uma pessoa é como interpretar um texto. Ainda que essa pessoa seja você mesma. Você pode até ter a sensação de que captou a mensagem. Mas certeza nunca terá. Pessoas não são equações, não podem ser resolvidas.

- Então suas atitudes você entende?

- Às vezes demoro bastante... rs.

- Você entende por que foi embora, por que me deixou falando sozinho?

- Porque concordo contigo. Você não me entende.

- Mas você também não se entende. Foge de si mesma?

- Se fujo de mim mesma? Algumas vezes.

- E como você faz pra te trazer de volta? Como eu faço pra te trazer de volta?

- Aí é que está. Não tente me fazer voltar, me fazer ir. Não tente entender. Essas coisas acontecem naturalmente. Ou não.

- Eu não vou desistir de você.

- Nem eu.

- Não vai desistir de mim?

- Não vou desistir de mim.

8 comentários:

Ana Karenina disse...

ah amiga eu vivo, vc vive, nós vivemos, eles vivem este dilema. todos conjugando o mesmo verbo pra vê se entendem o que são o que vivem e o que sentem.

mas a que conclusão chegamos? a mesma conclusao socratica: " só sei que nada sei", rodamos tanto e não chegamos a lugar nenhum será?

e eu fico aqui na expectativa de que se eu não conseguir que me entendam plenamente que pelo menos que eu me torne cada vez mais legivel e cada um faça a leitura que quiser.

bjs querida até a proxima parada!

tossan disse...

O mundo está em chaamas!!!
Quando voltas? Quando voltares me avise e marcamos um café. Se por acaso não apareceres, não faz mal, eu li o teu texto e já te entendi um pouquinho. Beijo

Carla disse...

passei para deixar um beijo e votos de bom ano

DESESTRESSA MANO disse...

Gostei muito, da poesia e do site como um todo, irei voltar.

EU Postei uma poesia no meu blog faz uma visita lá é minha 1º poesia e sua opinião seria importante.

Obrigado e felicidades

Anônimo disse...

Tão efemero...
Tão singular...
É...
Tão vazio.


É, sou eu!

Léo Mandoki, Jr. disse...

..espero que essa tenha sido a ultima conversa com o padeiro...eheheheh
curioso esse texto....pq tem mtas pessoas que sentem mto medo qnd outra pessoa começa a saber quem ela é....aliás, no geral, tdo mundo gosta mesmo é de "brincar de esconde, esconde"...e qnd aparece alguém que nos tenta desvendar...acaba nos assustando e fugimos....
beijos!!! vou voltar po msn pq vc esta por lá...
te adoro danielle (com 2 LL)

paula barros disse...

Achei fantástico esse diálogo. Todo.

bjs

Bill Falcão disse...

É, realmente nunca temos certeza, Dani, pois, como você mesma diz neste post, "Pessoas não são equações, não podem ser resolvidas."
Bjoooooooooo!!!!!!!!!!